Família de bebê mordido 14 vezes em creche particular contesta decisão | Primeiro Impacto (19/07/21)

Dois anos após um bebê levar 14 mordidas dentro de uma creche particular, a Justiça condenou o estabelecimento a instalar câmeras de segurança e passar 30 dias sem aulas. O caso aconteceu em Boa Vista, no estado de Roraima, em 4 de fevereiro de 2019.

A família, diante do trauma que a criança sofreu, com ataques de pânico após as agressões, não concorda com a decisão, considerando a pena branda demais. O bebê tinha 1 ano e 6 meses na época.

A cuidadora do estabelecimento afirmou que se distraiu quando outra criança mordeu o bebê. Os familiares acusam a creche de omissão, já que deveriam ser responsáveis pela proteção e zelo da criança e que a quantidade de mordidas demandou muito tempo, não sendo apenas um instante de distração.

De acordo com a mãe da criança, o bebê se assustava na presença de outras pessoas, chorava muito e tinha ataques de pânico durante à noite. A mulher teve que fechar a loja em que trabalhava para dar conta dos cuidados com o filho.

Todas as notícias em www.sbtnews.com.br – a sua fonte segura de informação



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here