Castelinho e Parque Ana Lídia na lista das preferências – Agência Brasília

0
7


O Castelinho, com novas cores, foi reformado por meio de uma parceria da Administração do Parque da Cidade e empresários locais | Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A gestação e o nascimento do filho durante a pandemia fizeram o policial aposentado Sidney Silva, 53 anos, passar o último um ano e meio dentro de casa. Os cuidados com a segurança da família forçaram a mudança de hábito e o isolamento com o bebê. Neste feriado, porém, ele e a mulher Scarlet Cristine, de 30 anos, levaram o pequeno Victor Hugo, 6 meses, para celebrar o primeiro Dia das Crianças em um dos espaços públicos símbolos de Brasília em que eles mais gostavam de brincar na infância: o Parque da Cidade.

“Agora, tenho a oportunidade de fazer o mesmo com meu menininho no primeiro Dia das Crianças dele. É uma referência para quem cresceu em Brasília”Sidney Silva, policial aposentado

Assim como eles, centenas de pessoas recorreram ao local nesta terça-feira (12) como opção de lazer gratuito e seguro para a garotada. O destaque na preferência do público ficou em duas áreas: o parquinho infantil Ana Lídia e o Castelinho. Ambos passaram por reformas recentes e estão bem estruturados para receber visitantes.

“Tive um resgate das memórias do meu tempo de garoto quando eu vinha aqui com meus pais. Agora, tenho a oportunidade de fazer o mesmo com meu menininho no primeiro Dia das Crianças dele”, contou Sidney. “É uma referência para quem cresceu em Brasília”, completou.

Há exatamente um ano, em 12 de outubro de 2020, o parque foi reaberto à criançada após passar por uma ampla recuperação. Recebeu brinquedos novos, banco de areia, pintura, meios-fios e a manutenção do icônico Foguetinho. A obra foi feita pelo Governo do Distrito Federal (GDF) por meio da Secretaria de Esportes, Novacap e Administração do Parque da Cidade.

“Há seis anos trouxe meu filho para brincar e agora volto com a minha enteada. Não me lembro se vinha aqui quando criança, mas tenho fotos no parque Ana Lídia. Está tudo bem cuidado, bem bonito de ver e agradável de trazer as crianças”Laura Freitas, 42 anos

Sentada no chão de areia enquanto o neto João Henrique, de 6 anos, brincava com outras crianças, a professora Rita de Cássia também reviveu seus dias de criança em que já subia sem medo no Foguetinho. Ela também escolheu o lugar por ser arejado e aberto. “Prometi a ele sairmos de casa e trazê-lo aqui. E ele está se divertindo.”

Outro espaço de resgate das memórias infantis de Brasília foi reformado e bastante visitado neste feriado. Por meio de uma parceria da Administração do Parque da Cidade e empresários locais, o Castelinho de mais de 40 anos ganhou cores novas e brinquedos recuperados. Por ali, famílias se dividiam entre piqueniques debaixo das árvores, fotos sobre as escadas e os muros da pequena fortaleza e corridas de meninos.

“Há seis anos trouxe meu filho para brincar e agora volto com a minha enteada. Não me lembro se vinha aqui quando criança, mas tenho fotos no parque Ana Lídia. Está tudo bem cuidado, bem bonito de ver e agradável de trazer as crianças”, disse Laura Freitas, de 42 anos.

Administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues explicou que as manutenções periódicas e reformas dos espaços infantis têm o objetivo de atrair novamente o público que deixou de frequentá-los por abandono. “O Parque Ana Lídia, que tem o Foguetinho, é tão importante quanto o Castelinho, mas é mais frequentado por causa do seu estado de conservação.”

“Estamos buscando uma aproximação com a comunidade para trazer melhorias ao parque, que voltou a ser um ponto de encontro das famílias brasilienses nessa época de pandemia por ter um amplo espaço ao ar livre.”

 

Galeria de Fotos

Castelinho e Parque Ana Lídia na lista das preferências



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here