Cemitérios registram mais 500 mil visitantes no DF – Agência Brasília

0
25


Mais de 500 mil pessoas visitaram os seis cemitérios do Distrito Federal para prestar homenagens a familiares e entes queridos no feriado de Finados de 2021. Ao longo desta terça (2), a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), responsável por coordenar a concessão das unidades cemiteriais, acolheu o público com atendimento de psicólogos, assistentes sociais, ouvidoria e orientação sobre assuntos funerários.

“A gente sabe que muitas pessoas não puderam se despedir de familiares e amigos que morreram de Covid-19, por exemplo, especialmente por conta dos protocolos estabelecidos neste período pandêmico. Por isso, levamos nossa equipe especializada para todos os cemitérios com o objetivo de transmitir uma palavra de conforto e um ombro amigo, nesse momento tão difícil”, explica a secretária da Sejus, Marcela Passamani.

500 milé o total estimado de visitantes nos cemitérios do DF neste feriado de Finados

Pelo segundo ano consecutivo, a Sejus realizou a ação especial de Finados nos seis cemitérios do DF: Asa Sul, Taguatinga, Brazlândia, Gama, Sobradinho e Planaltina, que receberam grande movimentação de visitantes, desde as primeiras horas do dia, às 7h, até o fechamento dos portões, às 19h.

“Vão-se os corpos e ficam as almas, e é por elas que eu sempre venho prestar uma homenagem aos meus familiares no Dia de Finados. Claro, me sinto emocionada, mas poder contar com esse apoio psicológico me ajudou a sair mais leve daqui hoje”, relatou a professora Silvana Farias, 36 anos, em visita ao cemitério Campo da Esperança da Asa Sul.

A psicóloga da Sejus, Danielle Melo, passou o dia prestando esse apoio profissional aos visitantes do cemitério. Para ela, essa ação é muito importante nesse momento de tristeza. “Hoje, por exemplo, vimos muitas pessoas chegando fragilizadas e saindo fortalecidas. Nada substitui um ente querido, mas um apoio faz a diferença”, destaca.

Servidores da Sejus prestaram atendimento psicológico, além de orientação sobre assuntos funerários.. Fotos: Divulgação/Sejus
Servidores da Sejus ofereceram atendimento psicológico, além de orientação sobre assuntos funerários aos visitantes. Fotos: Divulgação/Sejus

Durante a visitação, o público também buscou pelos tradicionais rituais religiosos, orações em túmulos, terços e missas, que foram oferecidas pela Arquidiocese de Brasília, em tendas com aferição de temperatura e controle de distanciamento social.

Apesar da melhora no cenário da pandemia, os visitantes precisaram seguir os protocolos obrigatórios de segurança contra a covid-19, como uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social em túmulos e demais espaços de convivência dos cemitérios.

O controle do trânsito ficou sob responsabilidade do Departamento de Trânsito, Departamento de Estradas de Rodagem e o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar do Distrito Federal.

Nesta ação, a Caesb ofereceu água gratuitamente aos visitantes. Os demais serviços seguiram com o apoio de Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, Vigilância Sanitária, Secretaria de Segurança Pública, DF Legal e administrações regionais.

Crematório

O primeiro crematório do Distrito Federal está mais próximo de sair do papel. Após articulação da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), foi liberada a licença para a construção deste espaço na Asa Sul. A expectativa é que as obras durem 90 dias e iniciem ainda em 2021. A concessionária Campo da Esperança aguarda aprovação do projeto arquitetônico para iniciar a construção.

*Com informações da Sejus



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here