Curso de inteligência de segurança pública capacita servidores – Agência Brasília

0
30


Com o objetivo de promover a capacitação e a integração das agências de inteligência de Segurança Pública – local e federal, a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF) promove, até 26 de novembro, o Curso de Inteligência de Segurança Pública 2021 (Cisp 2021). O curso teve início nesta quarta (3), no auditório do Departamento de Trânsito do DF, com 33 alunos.

Integração é o foco da capacitação, que reúne servidores de diversas instituições locais e federais | Foto: Divulgação/Secretaria de Segurança Pública do DF

O curso é baseado em metodologia ativa de ensino e busca proporcionar aprendizado teórico e prático, contextualizado com situações reais e cotidianas da atividade de inteligência. A capacitação faz parte da Política de Segurança Pública do Distrito Federal. “Uma das nossas principais metas é poder prestar um serviço público cada vez melhor, com mais qualidade. Esta é, inclusive, uma determinação do governador Ibaneis. Para isso, é primordial que nossos servidores sejam constantemente capacitados”, ressalta o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

Além das forças de segurança locais, participam da capacitação representantes da Câmara Legislativa do DF (CLDF), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), polícias Federal (PF), Rodoviária Federal (PRF) e Civil de Goiás (PCGO), secretarias de Justiça e Cidadania (Sejus) e de Administração Penitenciária (Seape), da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), Corregedoria Geral do DF (CGDF), Casa Militar, Tribunal de Contas do DF (CGDF) e vice-governadoria do DF.

“A troca de experiências e de conhecimento entre diferentes órgãos é enriquecedora e impacta diretamente a melhoria de processos de órgãos locais, federais e de outros estados”Júlio Danilo, secretário de Segurança Pública do DF

É a terceira vez que o curso é realizado neste ano, tendo como foco a integração entre as agências de inteligência. “A integração é prioridade para a Segurança Pública local. No DF temos alcançado reduções históricas de crimes e, sem dúvida, as ações de inteligência estão sendo essenciais. A troca de experiências e de conhecimento entre diferentes órgãos é enriquecedora e impacta diretamente a melhoria de processos de órgãos locais, federais e de outros estados”, afirma o secretário.

O curso foi organizado pela Subsecretaria de Inteligência (SI) da SSP-DF. De acordo com o subsecretário de Inteligência, delegado George Couto, a capacitação atende a política de segurança pública do Distrito Federal. “Nossa missão, além de integrar, é oferecer um protocolo de padronização de atuação, de nivelamento de conhecimento entre as agências, alinhados à política de segurança. Antes pensávamos em inteligência apenas com o envolvimento de órgãos policiais, mas atualmente percebemos como é importante a integração com outras áreas.”

Para Marcus Vinícius Antunes, tenente-coronel da Polícia Militar do DF (PMDF) e aluno do curso realizado em 2020, a capacitação possibilita debater e pensar novas formas de produzir conhecimento. “Este é o ambiente perfeito para o que propõe o curso: agentes que saibam romper as barreiras de dados negados, agir com reserva, criatividade, espírito de corpo e, sobretudo, com inteligência”, relata.

O primeiro-tenente da PMDF e servidor da SSP-DF, Adriano Eduardo, avalia que a capacitação irá auxiliar o trabalho das instituições. “Além de desenvolvimento pessoal e satisfação no trabalho, vai contribuir significativamente no processo de integração com outros órgãos, estabelecendo-se uma rede de contatos, o que é essencial para o desenvolvimento das atividades de operações integradas”, afirma.

Já Tatiana Valente Gushiken, agente socioeducativa da Sejus, a troca de expertise entre os órgãos é fundamental para desenvolvimento das ações. “Vejo que a atividade de inteligência se mostra cada vez mais essencial para o desenvolvimento estratégico das instituições, assim como a efetivação de parcerias com as demais agências, como forma de fortalecer a Segurança Pública e alcançar melhores resultados”, conclui.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública do DF



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here