Debate sobre políticas públicas de alimentação aberto à comunidade – Agência Brasília

0
24


Se você tem uma ideia ou sugestão que possa melhorar as políticas públicas de alimentação, o Governo do Distrito Federal (GDF) quer te ouvir. Nesta quinta-feira (11), a Secretaria de Desenvolvimento Social vai promover a Pré-Conferência Distrital de Segurança Alimentar e Nutricional. O encontro antecede a 5ª Conferência Distrital, marcada para 25 e 26 de novembro, e vai apontar diretrizes para aperfeiçoar a alimentação do brasiliense nos próximos anos.

“O cidadão pode contribuir nos informando tudo que pode ser melhorado dentro da sua realidade. As observações e as ideias que cada um tem vão ampliar o debate”Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

Na pré-conferência, serão ouvidos tanto a população quanto as pessoas que trabalham nos equipamentos públicos e privados de segurança alimentar e nutricional, os gestores, os usuários, os agricultores familiares e demais atores dispostos a orientar na construção coletiva de propostas para aprimorar as políticas públicas de alimentação. As inscrições ficam abertas até quarta-feira (10).

“A participação vale para gestores de secretarias, de Organizações Não Governamentais (ONGs), de Organizações da Sociedade Civil (OSCs), e quem é favorecido por programas sociais de alimentação e tem propostas de melhorias nos restaurantes comunitários – ou mesmo os beneficiários do Cartão Prato Cheio e dos cidadãos que recebem as cestas verdes”, explica a secretária executiva do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do DF, Natália Araújo Oliveira.

As propostas aprovadas na 5ª Conferência Distrital de Segurança Alimentar e Nutricional vão orientar a construção do III Plano Distrital de Segurança Alimentar e Nutricional e a efetivação do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional do Distrito Federal. O tema deste ano é “A fome e a segurança alimentar no DF do solo ao prato: avanços e desafios para a conquista da alimentação adequada e da soberania alimentar”.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, destaca que o papel da população é fundamental na garantia do direito humano à alimentação adequada. E ressalta que esse é o momento ideal pra isso. “O cidadão pode contribuir com a política de segurança alimentar e nutricional por meio do controle social, nos informando tudo o que pode ser melhorado dentro da sua realidade. As observações e as ideias que cada um tem vão ampliar o debate”, afirma.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here