Fossa nunca mais! Rede de esgoto chega para mais 18 mil moradores – Agência Brasília

0
22


O saneamento básico chegou para aproximadamente 18 mil moradores do Sol Nascente/Pôr do Sol. Mais duas estações elevatórias da Caesb, de um total de seis, tiveram as obras concluídas na região e vão beneficiar moradores do trecho 2 da cidade. A companhia instalou cerca de 32 mil metros de rede coletora no local, com um investimento aproximado de R$ 6,6 milhões.

“Estava muito ruim ter que usar a fossa séptica. Dava muitas baratas, mosquitos, aranhas e estamos sujeitos a doenças. Principalmente quem tem criança”, explica a moradora Adriana Mendes | Fotos: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Na Quadra 105 – que há três meses recebeu um asfalto novinho em folha – o esgoto é novidade. Uma das beneficiadas é a dona de casa Isis Alves, 42 anos, que reside há quatro anos no Sol Nascente. Isis passava dificuldades com a fossa séptica, que vez ou outra estava entupida. Precisava contratar o serviço particular para dar um jeito. Agora, isso faz parte do passado.

“A diferença é notória. As fossas não tem uma profundidade muito boa e enchem com facilidade. Além do que, acabou o mau-cheiro que era constante”, relata a moça.

“Todos os moradores estão felizes, saber que agora estes dejetos serão tratados, vão pro lugar correto. É mais conforto pra gente”, acrescenta. O material coletado no local segue para a Estação de Tratamento Melchior, em Samambaia.

A cerca de 1,5 km dali, na Quadra 209, a desempregada Adriana Mendes, 32 anos, acompanha o serviço de ligação do esgoto de sua residência à rede coletora da Caesb. O hidrômetro já está instalado na parede. Segundo ela, agora “vai melhorar 100%” o saneamento. “Estava muito ruim ter que usar a fossa séptica. Dava muitas baratas, mosquitos, aranhas e estamos sujeitos a doenças. Principalmente quem tem criança”, explica.

A conclusão das obras no trecho 2 é parte dos 350 mil metros de redes coletoras que estão sendo implantadas no Sol Nascente. O contrato em execução tem o valor de R$ 66 milhões e é uma parceria entre a companhia, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Caixa Econômica Federal. Segundo cálculos da Caesb, mais de 20 mil famílias serão atendidas nos trechos 1, 2 e 3 da região administrativa.

“Uma das grandes dificuldades aqui na cidade era o esgoto a céu aberto, essas fossas que não eram adequadas. Era um risco para a saúde da comunidade, além de atrapalhar o serviço da administração nas ruas”, explica o administrador regional Cláudio Ferreira. “Essas obras estão melhorando a autoestima da nossa população”, diz.

Segundo o gerente de Implantação de Obras Oeste Sul da Caesb, Mauro Coelho, a companhia está realizando semanalmente a inspeção nas casas e informando que cabe ao morador providenciar a conexão da saída de esgoto de sua residência até o sistema coletor.

Obras de infraestrutura

O contrato em execução tem o valor de R$ 66 milhões e é uma parceria entre a companhia, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Caixa Econômica Federal. Segundo cálculos da Caesb, mais de 20 mil famílias serão atendidas nos trechos 1, 2 e 3 da região administrativa

Além do saneamento básico, o Sol Nascente/Pôr do Sol se prepara para receber mais melhorias. A licitação para contratação de empresa responsável pela continuidade das obras do trecho 1 e parte do 3 será realizada agora em novembro.

Nos locais, serão investidos R$ 53,1 milhões para a execução de pavimentação asfáltica, drenagem, meios-fios, calçadas, sinalização horizontal e vertical, bacias de detenção e a construção de uma ponte de ligação interna entre os trechos 1 e 2. A Secretaria de Obras é a responsável pelas benfeitorias.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here