Começa reforma da Unidade de Internação do Recanto das Emas – Agência Brasília

0
11


A Unidade de Internação do Recanto das Emas (Unire) está em obras. A reforma, que teve início neste mês, busca melhorar a estrutura, o atendimento e o acolhimento aos jovens em cumprimento de medidas socioeducativas. Para acompanhar o andamento dos trabalhos, a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, visitou o espaço nesta terça-feira (9) e verificou as condições dos módulos que serão recuperados.

A secretária Marcela Passamani visitou a Unidade de Internação nesta terça (9) e verificou as condições dos módulos que serão recuperados | Foto: Ascom/Sejus-DF

“Vamos oferecer aos adolescentes e servidores um ambiente com melhores condições para o desenvolvimento das atividades socioeducativas. Por ser uma das unidades mais antigas do Distrito Federal, identificamos que o espaço precisava de uma ampla reforma e que somente as manutenções rotineiras realizadas não eram suficientes para solucionar os problemas gerados pelo desgaste na estrutura predial”, explica a secretária.

O projeto inclui uma modificação completa dos módulos sete e oito da unidade, com pintura e construção de piso em granilite, troca de toda a parte elétrica e hidráulica dos alojamentos, o fornecimento e instalação dos conjuntos sanitários (pia e vaso sanitário) em aço inox e o fornecimento e instalação de válvula e chuveiro em aço inox nos quartos dos alojamentos.

O valor do investimento é de R$ 749 mil, referente a emenda parlamentar do deputado distrital Fábio Felix. A Unire tem capacidade para atender até 180 jovens entre 18 e 21 anos.

Socioeducativo

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) é órgão do Governo do Distrito Federal responsável pela coordenação da política de socioeducação. Atualmente, o Sistema Socioeducativo do DF conta com 30 unidades orgânicas de atendimento aos adolescentes, sendo 15 gerências de atendimento em meio aberto (Geamas), seis unidades de atendimento em semiliberdade e nove unidades de internação.

Café de Boas Práticas

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), por meio da Subsecretaria do Sistema Socioeducativo, realizou a 2ª edição do Café de Boas Práticas, totalizando seis encontros virtuais com os servidores das unidades socioeducativas de meio aberto, semiliberdade e internação.

Os encontros tiveram a proposta de integrar servidores de diferentes medidas socioeducativas com o objetivo de valorizar e dar visibilidade às boas práticas na socioeducação. Foram inscritos para os encontros 50 projetos, dos quais foram selecionados 23 para apresentação, que estão reunidos neste Caderno de Boas Práticas. Acesse aqui.

O subsecretário do Sistema Socoeducativo, Demontiê Alves Batista Filho, ressalta que o Café de Boas Práticas “é um momento de aprendizagem, troca e diálogo. Sobretudo, momento de conhecer o trabalho desenvolvido em outros espaços e poder se identificar com esse trabalho, despertando motivação e criatividade”.

A escolha dos projetos foi realizada por comissão constituída especificamente para essa finalidade, composta por servidores da carreira socioeducativa. Um dos principais eixos apresentados nos encontros foram fortalecimento do eixo arte e cultura como um pilar que estrutura a ação socioeducativa, produção textual e o incentivo à leitura, eixo profissionalização e trabalho, garantia de direitos, protagonismo juvenil, segurança e trabalho em rede socioassistencial.

*Com informações da Secretaria de Justiça e Cidadania do DF



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here