Cinco escolas premiadas com equipamentos de informática – Agência Brasília

0
17


A Gincana de Reciclagem promoveu, durante dois meses, um processo de educação ambiental e logística reversa nas escolas públicas do Distrito Federal que aderiram a essa ação. A iniciativa foi instituída pelo Reciclotech – um programa de inclusão digital da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que visa potencializar a gestão inteligente de resíduos eletrônicos.

Arte: Divulgação/Secti

De acordo com o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilvan Máximo, foram mobilizadas 41 escolas de ensino fundamental e médio e arrecadadas 9,5 toneladas de resíduos eletrônicos. As cinco escolas que acumularam mais pontos serão premiadas com equipamentos de informática.

  • 1° lugar – Laboratório com 40 computadores recondicionados – Escola Classe 6 Taguatinga
  • 2° lugar – Laboratório com 20 computadores recondicionados – Escola Classe 27 de Taguatinga
  • 3° lugar – 3 computadores recondicionados para uso administrativo – Escola Classe 31 de Ceilândia
  • 4° lugar – 1 computador recondicionado para uso administrativo – CEF 1 do Paranoá
  • 5° lugar – 1 impressora colorida – Escola Classe 218 de Santa Maria

Conscientização

Idealizado pela Secti, o programa atua na conscientização do descarte correto desses materiais, promovendo uma série de ações educativas que contribuem para democratizar o acesso à tecnologia, com foco no recondicionamento e de doações de equipamentos.

O Reciclotech atua na proteção do meio ambiente por meio do desfazimento correto, coleta seletiva e a capacitação de jovens de 14 a 18 anos de baixa renda em cursos voltados à tecnologia. “O Reciclotech nasce da vontade expressa no plano de trabalho da gestão de tornar Brasília uma cidade inteligente”, afirma Gilvan Máximo.

“Somos a única usina de reciclagem da América Latina e já foram instalados 106  pontos de entrega voluntária (PEVs) em várias regiões administrativas, com a realização de 52 caravanas e arrecadação de aproximadamente 426.388 mil toneladas de lixo eletrônico”, acrescenta o secretário.

Gincana mobilizou 41 escolas de ensino fundamental e médio, com arrecadação de 9,5 toneladas de resíduos eletrônicos | Foto: Divulgação/Secti

A realização da gincana buscou alcançar os seguintes objetivos:

– Valorizar a atuação da equipe escolar na ação pedagógica, em contextos de meio ambiente e cidadania;

– Valorizar o trabalho da equipe escolar e seu potencial de promoção de novos valores e comportamentos;

– Aprofundar o conhecimento dos estudantes em temas como meio ambiente, sustentabilidade, logística reversa e economia circular;

– Incentivar o protagonismo social junto aos estudantes, em prol de uma mobilização que tenha como pressuposto a valorização da cidadania e a transformação da sociedade, no que diz respeito à reutilização e à reciclagem de materiais eletrônicos em desuso. E, sobretudo, despertar a conscientização sobre os aspectos gerais de cuidados com o planeta;

– Promover a consciência socioambiental e o respeito a si próprio e ao outro, acolhendo e valorizando a diversidade de indivíduos e de grupos sociais, sem preconceitos de qualquer natureza;

– Promover os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbito local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do planeta.

*Com informações da Secti



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here