Oficina capacita servidores da saúde para parceria internacional – Agência Brasília

0
14


A equipe do Escritório de Assuntos Internacionais do Governo do Distrito Federal (EAI/GDF) participou, nesta quarta-feira (17), da Oficina para Implementação do Termo de Cooperação Técnica Internacional, na qual apresentou o Panorama da Cooperação Técnica Internacional no âmbito do GDF. O evento foi promovido pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF), que celebrou acordo de cooperação com o Ministério da Saúde (MS) e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS).

O acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde será um instrumento importante para o fortalecimento institucional da Secretaria de Saúde, beneficiando diretamente a população do Distrito Federal| Foto: Divulgação/EAI

“Esse acordo de cooperação técnica demonstra a relevância e o potencial das parcerias globais, descritas no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 17 da Agenda 2030, que tem norteado nosso trabalho diariamente no EAI”Renata Zuquim, chefe do EAI

O objetivo da oficina, que continua até quinta-feira (18), é capacitar servidores para que possam entender o termo de cooperação e identificar projetos especiais que possam ser executados por meio dele. Para a chefe do EAI, Renata Zuquim, o acordo será um instrumento importante para o fortalecimento institucional da SES, beneficiando diretamente a população do Distrito Federal.

“Esse acordo de cooperação técnica demonstra a relevância e o potencial das parcerias globais, descritas no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 17 da Agenda 2030, que tem norteado nosso trabalho diariamente no EAI”, ressalta Zuquim em sua fala na mesa de abertura do evento.

Ao lado dela, a coordenadora substituta de Cooperação Internacional do MS, Thaise Cotrim, afirma que, para o órgão, é muito importante atuar como interveniente do acordo com a Opas. “É um parceiro de tantos anos do ministério, que tem conferido importantes contribuições para a saúde no país e, com certeza, será muito benéfico ao Governo do Distrito Federal”, diz.

Segundo o secretário de Saúde do GDF, general Pafiadache, o objetivo principal dessa capacitação é conhecer conceitos básicos para a implementação de processos de cooperação internacional. “Gostaria muito que, por meio dessa oficina, cada participante já possa identificar, em sua área, onde e como podemos utilizar as possibilidades que a Opas oferece para nós, aquilo que é possível fazer em benefício da população do Distrito Federal”, sugere.

Na ocasião, a representante da Opas/OMS no Brasil, Socorro Gross, enfatiza que “o SUS tem feito diferença nesta pandemia”. Para ela, “a oficina vai proporcionar um envolvimento em atividades e resultados, de maneira conjunta, para darmos passos largos rumo a um sistema de saúde melhor”.

Gross também relatou que “esse termo de cooperação é particularmente diferente, pois foi elaborado em muitos momentos. Temos oito eixos de trabalho. Foi realmente muito estruturado”, confirmou a representante.

*Com informações do Escritório de Assuntos Internacionais



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here