Planejamento social visa à melhoria do atendimento – Agência Brasília

0
17


Alinhar ações para aprimorar o atendimento ao cidadão e, ao mesmo tempo, proporcionar um ambiente de trabalho acolhedor ao servidor é a meta do Planejamento Estratégico 2021 – 2023, desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) para definir metas e diretrizes para os próximos dois anos. Foram os próprios servidores que indicaram à gestão os caminhos e as medidas que poderiam ser implementadas.

Oficinas promovidas pela Sedes têm como objetivo avançar sobre o tradicional e inovar as ações | Foto: Renato Raphael/Sedes

Os resultados foram apresentados na quinta-feira (18), durante a oficina de validação do planejamento estratégico institucional da Sedes, em dinâmicas de grupo e metodologias desenvolvidas para incentivar a reflexão e apresentar as propostas.  O encontro foi realizado no Centro de Excelência do Cerrado no Jardim Botânico.

“Todo o processo foi pensado para que nós fujamos do tradicional a consigamos inovar na construção do planejamento estratégico”, explica o subsecretário de Gestão da Informação, Formação, Parcerias e Redes da Sedes, Rodrigo Freitas. “O espaço, aqui no Jardim Botânico, nos permite pensar diferente no meio da natureza para que consigamos nos desvincular um pouco das rotinas de trabalho e pensar o futuro da instituição.”

Em setembro, foram promovidas quatro oficinas semanais com servidores indicados pelas áreas técnicas para traçar um diagnóstico e definir estratégias a serem aplicadas nos próximos dois anos. O conteúdo trabalhado foi elaborado com base nos resultados de questionários feitos entre servidores da Sedes e com a população.

Capacitações

“Foi feita uma pesquisa com uma base de cerca de 400 servidores e com os cidadãos também”, detalha Rodrigo Freitas. “Foram, aproximadamente, 800 respostas. Com isso, nós fizemos um funil de percepção nas quatro oficinas. Nesse sentido, construímos um propósito para a instituição para que possamos alcançá-la.”

“Todos podem colaborar, todas as subsecretarias estão de portas abertas para ouvir os seus servidores. Isso só vem para otimizar o serviço ofertado ao cidadão” Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

Entre as propostas está a necessidade de capacitações voltadas aos servidores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e de estabelecer um projeto de qualidade de vida no trabalho, além de implementar soluções tecnológicas nas unidades socioassistenciais.

“Nesse planejamento houve muita escuta desde o início, os servidores foram ouvidos”, relata a assistente social Daiane Souza Guedes, do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Guará. “O que vimos ao final é que houve uma priorização do que vai ser feito de entrega pela secretaria. Para o usuário, vai agregar qualidade ao que está sendo ofertado. Quando priorizamos e escolhemos o que vai ser foco da secretaria para trabalhar, envolvendo o servidor nesse processo, entregamos ao cidadão um serviço de maior qualidade.”

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, reforça que é fundamental cuidar da saúde mental para equilibrar e proporcionar um ambiente de trabalho saudável para o servidor. “Trabalhar com assistência social é um desafio constante, para o gestor e para o servidor da ponta”, afirma. “Nossa gestão não é engessada, onde se centraliza tudo na secretaria. Muito pelo contrário, todos podem colaborar, todas as subsecretarias estão de portas abertas para ouvir os seus servidores. Isso só vem para otimizar o serviço ofertado ao cidadão”.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social 



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here