spot_img
More

    Latest Posts

    Natal mais feliz e farto para 15 mil famílias carentes – Agência Brasília


    O Natal de 2021 será mais animado e com direito a ceia variada para a família Alves, que reside no Setor de Chácaras do Sol Nascente/Pôr do Sol. Desempregada, Geisiane Alves, 31 anos, e os quatro filhos, entre 0 e 7 anos de idade, receberam esta semana a cesta verde do Governo do Distrito Federal (GDF). De verde só mesmo o limão e o repolho, mas o que ela mais gostou foram os três tipos de abóbora, a batata doce e a beterraba que vão reforçar a alimentação de toda a família.

    “Tenho os alimentos aqui que dão para mais dez dias. E, assim, o dinheiro que ia gastar com eles, posso comprar o frango para a ceia de Natal”, diz Geisiane Alves, 31 anos, mãe de quatro filhos | Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

    Radiante, a dona de casa lembra que não precisará gastar com esses itens e poderá “salvar um dinheiro” para melhorar a refeição da noite de Natal. “Tenho os alimentos aqui que dão para mais dez dias. E, assim, o dinheiro que ia gastar com eles, posso comprar o frango para a ceia de Natal”, conta. “E ainda faço uma salada caprichada com repolho, tomate que as crianças adoram”, diz.

    Já a pequena Clara, caçula de apenas seis meses de idade,  começou a alimentação sólida há poucos dias e está firme na dieta com alguns itens da cesta verde: batata-doce e abóbora japonesa amassadas. “É uma ajuda maravilhosa pra gente que não tem condições financeiras. Tenho quatro meninos e a gente se vira como pode pra eles comerem bem”, emenda Geisiane.

    Segundo o diretor de segurança alimentar e nutricional da Ceasa, Natalino Neto, esta é a segunda distribuição em massa das cestas verdes no ano de 2021 | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

    Assim como eles, cerca de 15 mil famílias do DF serão beneficiadas com um total de 12.603 cestas verdes neste fim de ano. Com um peso de 13 kg cada (veja a arte ao final da matéria), elas saem do Banco de Alimentos da Centrais de Abastecimento (Ceasa), que se encarrega de fazê-las chegar às instituições de assistência social cadastradas. São quase 164 mil quilos de alimentos que vão beneficiar 203 entidades de mais de 20 regiões administrativas (RAs).

    Os recursos para aquisição dos alimentos são oriundos de emendas dos deputados distritais Cláudio Abrantes e Chico Vigilante, em um investimento de cerca de R$ 400 mil.

    No caso de Geisiane Alves, ela é vinculada ao Instituto Meninos do Pôr do Sol, que atende a cerca de 3 mil famílias nas regiões do Sol Nascente e de Ceilândia Sul. A entidade recebeu 350 sacolas de alimentos já entregues ao público. “O que a gente observa é que as cestas muitas vezes beneficiam mais de uma família. Eles compartilham com o vizinho, um ajuda o outro quando preciso”, explica o presidente da instituição, Ilário Ferreira. Segundo ele, o próximo destino será o condomínio Gilliard, na área rural do Sol Nascente, onde mais 400 cestas serão doadas.

    Produtos adquiridos pelo Papa-DF

    Os componentes da sacola verde são viabilizados por meio do Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (Papa-DF), projeto da Secretaria de Agricultura e Abastecimento que compra direto de agricultores familiares, beneficiando na outra ponta esses pequenos produtores rurais da capital. O Papa-DF permite que cada família de produtores comercialize até R$ 120 mil por ano junto ao governo.

    Diretor de segurança alimentar e nutricional da Ceasa, Natalino Neto, conta que esta é a segunda distribuição em massa das cestas verdes no ano de 2021.  E, que o momento é mais que oportuno. “Ouvimos vários testemunhos de que muita gente não tem direito o que comer. O país passa por um momento difícil” , frisa. “E vale lembrar que estamos ajudando também os agricultores. Beneficia o campo e também as famílias carentes nas cidades”, finaliza Neto.

    Cestas para quem precisa

    O programa Cesta Verde foi lançado em 2019, e, de lá para cá, cerca de 400 mil famílias foram beneficiadas com a iniciativa do GDF. Somente em 2021, o total será de 45 mil cestas distribuídas à população.  Os produtos são doados para o Banco de Alimentos da Ceasa e a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Os órgãos são responsáveis pela distribuição da produção agrícola às entidades cadastradas que, por sua vez, repassam esses produtos às famílias em vulnerabilidade social e nutricional.



    Source link

    Latest Posts

    spot_imgspot_img

    Don't Miss

    Stay in touch

    To be updated with all the latest news, offers and special announcements.